As cidades dos Castelos Romanos

castelos romanos

A poucos quilômetros de Roma, você se encontrará em um mundo completamente diferente, graças às 17 aldeias que juntas formam os Castelos Romanos: cidades que nasceram a partir de fortalezas, lindas e aninhadas na vegetação. Enfim, um destino ideal para quem fica mais tempo em Roma!

Devido ao solo vulcânico fértil, as cidades da zona dos Castelos Romanos sempre foram bastante ricas em iguarias locais. Do ponto de vista culinário, você certamente se divertirá lá. De fato, há inúmeras delícias, desde a porchetta a morangos silvestres e ao vinho. Mas não é só isso: os Castelos Romanos também têm muito a oferecer em termos de história, cultura e paisagem.

Quais são as cidades dos Castelos Romanos?

  1. Albano Laziale
  2. Ariccia
  3. Castel Gandolfo
  4. Colonna
  5. Frascati
  6. Genzano di Roma
  7. Grottaferrata
  8. Lanuvio
  9. Lariano
  10. Marino
  11. Monte Compatri
  12. Monte Porzio Catone
  13. Nemi
  14. Rocca di Papa
  15. Rocca Priora
  16. Velletri

Albano Laziale

Albano Laziale

Albano Laziale é um dos lugares dos Castelos Romanos que conseguiram manter resquícios do Império Romano. De fato, lá é possível admirar as ruínas romanas do anfiteatro, a Porta Pretoria, gigantescas cisternas (poços de água), termas e as catacumbas de San Senatore.

Mas também há museus interessantes e algumas belas igrejas, como San Pietro e  Santa Maria della Rotonda.

Ariccia

Ariccia fica no alto de uma colina, com vista para a Vallericcia, uma planície que já foi um lago. Infelizmente, ela foi bastante bombardeada durante a II Guerra Mundial, tendo perdido boa parte dos seus monumentos.

A vista mais bonita desta vila se tem a partir da Ponte di Ariccia. Desta gigantesca ponte em arco, com mais de 300m de comprimento e mais de 70m de altura, você pode ver a cúpula da Santa Maria Assunta, na Piazza di Corte, projetada por Bernini.

Nesta praça também está o Palazzo Chigi ricamente decorado, que em grandeza não é inferior ao palácio papal. Aqui você pode mergulhar na história da família dos Chigis, que tiveram um papel significativo na história de Roma.

Mas a maior parte das pessoas visita Ariccia não para ver a ponte e seus palácios, mas sim por causa da porchetta: uma leitoa assada lentamente, recheada com ervas e alho. Em setembro há até um festival especial de porchetta. Enfim, se você gosta deste tipo de carne, não deixe de prová-la em um dos inúmeros restaurantes de Ariccia!

Castel Gandolfo

Castel Gandolfo

Castel Gandolfo é uma das vilas mais conhecidas dos Castelos Romanos. E ao chegar à cidade e à Piazza della Libertà, você logo percebe o porquê: na praça está o Palazzo Apostolico, a residência de verão do papa.

O Palácio Papal e seus magníficos jardins podem ser visitados enquanto o papa não estiver lá. Veja as datas disponíveis no site dos Museus Vaticanos.

Colonna

Colonna é a menor cidade dos Castelos Romanos. Provavelmente deve o seu nome a uma coluna romana que havia lá. O nome da família romana Colonna é, por sua vez, derivado deste lugar. Enfim, o vilarejo também é conhecido pela pincinelle (massa longa e artesanal), o vinho local Monte Compatri-Colonna, pêssegos e kiwis.

Frascati

Frascati nos Castelos Romanos

Frascati é, sem dúvida, a cidade mais famosa dos Castelos Romanos. Essa fama deve-se sobretudo ao seu vinho branco. De fato, Frascati tem até um mascote que enfatiza a importância do vinho: uma mulher com três seios, dois de leite e um de vinho.

Além disso, a maioria dos vinhos da casa, que são servidos em restaurantes em Roma, também costumam vir de Frascati. A cidade manteve-se um bom lugar para o cultivo de vinho ao longo dos séculos, devido ao solo fértil e cheio de minerais que dão ao vinho um sabor cheio e um pouco mais pesado.

Mas além do vinho, a atração de Frascati são seus palacetes incríveis, como a Villa Falconieri, Villa Aldobrandini e Villa Torlonia. Construídas no final do Renascimento e do Barroco, muitas vezes sobre os restos de vilas romanas, elas ainda mantêm um fascínio de outros tempos.

Genzano di Roma

Genzano é famosa pela Infiorata, ou seja, seu tapete de flores. Durante o Corpus Christi, a rua principal da cidade se transforma em um grande tapete de flores. Eles são compostos por diversas imagens, cada uma feita de pétalas coloridas.

O principal monumento de Genzano é o Palazzo Sforza-Cesarini, com seu jardim romântico com vista para o Lago Nemi. Além disso, a cidade também é conhecida por seu pão particularmente saboroso. Ele tem uma crosta crocante e um interior bem macio, quase esponjoso. Você também verá várias norcinerie, isto é, açougueiros de Norcia (na Úmbria).

Grottaferrata

Grottaferrata perto de Roma

Grottaferrata não é grande, mas é conhecido por ser um lugar de muitas mansões. Sua principal atração é a  Abbazia di San Nilo, também conhecida como Santa Maria di Grottaferrata. O mosteiro foi fundado em 1004, por monges bizantinos da Calábria. Também vale a pena visitar a Catacumba Ad Decimum, com milhares de túmulos que datam dos séculos II a Va.C.

É possível visitar Grottaferrata e sua abadia com nosso tour dos Castelos Romanos!

Lanuvio

Lanuvio é a aldeia mais ao sul dos Castelos Romanos. Hoje a vila é cercada por vinhedos, mas na época romana era conhecida principalmente como um lugar cheio de templos. E, de fato, você ainda pode ver o pórtico do templo dedicado a Juno Sospita.

Outros monumentos que lembram as origens romanas de Lanuvio são a Ponte Loreto, a Villae ad Bivium e a domus romana na Via Gramsci. No pequeno museu municipal encontra-se uma série de achados arqueológicos, alguns dos quais encontrados recentemente.

Lariano

No lado sul do Parco dei Castelli Romani, Lariano é conhecido por seu pão delicioso, os saborosos cogumelos porcini, pratos de cellitti (o tipo local de massa), polenta e javali. Mas além de comer, você pode desfrutar de caminhadas e ciclismo nas florestas de castanheiros ao redor da vila.

Marino

Marino foi por muito tempo propriedade da abastada família Colonna. Essa família construíu o palácio de mesmo nome e a Basílica di San Barnaba, que ainda são uma lembrança de sua influência.

Entretanto, nos dias de hoje, Marino é conhecida sobretudo pelo vinho branco que é feito lá. Em outubro, celebra-se aqui a Sagra dell’Uva, uma festa dedicada ao vinho local. Há uma bela procissão em trajes de época, comemorando a Batalha de Lepanto.

Monte Compatri

Castelos Romanos

Monte Compatri está localizado a uma altitude elevada, em uma rocha de tufo com vista para o vale do rio Aniene. A sua peculiaridade são as adegas esculpidas no tufo, formando uma rede subterrânea de túneis secretos.

Em Monte Compatri você pode visitar a igreja de Santa Maria Assunta, o Palazzo Borghese e a biblioteca do Palazzo Annibaldeschi. Também é possível caminhar até o Santuario di San Silvestro e no caminho, fora do centro da vila, você passa pelo pequeno santuário dedicado à Madonna del Castagno.

Monte Porzio Catone

Castelos Romanos

Pouco depois de Monte Compatri fica Monte Porzio Catone, a “cidade das orquídeas”. Eles estão em plena floração aqui, embora de longe seja a catedral que primeiro atrai a atenção. Ao passar sob o portão do Palazzo Borghese, você se encantará com as ruas da vila e com as vistas que ela oferece. Em um dia claro, você pode até ver alguns famosos monumentos de Roma no horizonte!

Enfim, perto de Monte Porzio Catone você encontrará os restos do teatro romano de Tuscolum, uma cidade que se diz ter sido fundada por Telegonus, filho de Ulisses e Circe. Parte da Via Sacra, o fórum e os banhos termais também foram preservados.

Nemi

Tour nos Castelos Romanos

Antes de mais nada, Nemi tem uma atmosfera completamente diferente das outras vilas dos Castelos Romanos. De fato, ela é uma jóia em tons pastéis, com a torre e as casas se refletem nas águas límpidas do lago. Certamente você vai se apaixonar. Mas Nemi sempre teve essa atração. Os romanos, por exemplo, a consideravam um lugar divino e ali construíram um templo para Diana, a deusa da caça.

Os morangos silvestres de Nemi também são divinos. Você os vê em todos os lugares: nos bolos, nos sorvetes, nos licores. Enfim, depois de provar os morangos de Nemi, você não vai querer outro.

Rocca di Papa

Rocca di Papa perto de Roma

Primeiramente, Rocca di Papa (a “rocha do papa”) deve o seu nome ao Papa Egídio III, que escolheu este local como sua residência de verão. A vila eleva-se acima do vale por quase 700m. Isso a torna a segunda vila mais alta dos Castellos Romanos.

Você tem a melhor vista do Belvedere, o mirante da fortaleza medieval. De lá também é possível ver Roma em um dia claro, e até o mar às vezes aparece no horizonte. Por fim, a vista é ainda mais bonita do Occhialone, do lado de fora da vila, de onde você vê os lagos e o mar.

Rocca Priora

Rocca Priora é a aldeia mais alta dos Castellos Romanos. No passado, as pessoas comercializavam neve lá, que servia para manter a comida fresca. É por isso que na época romana o local era chamado de Nevaio di Roma. O Santuario della Madonna della Neve ainda lembra esse apelido.

Passeie pelas ruas da vila, entre na igreja e no Palazzo Savelli (que hoje abriga o município), aprecie os panoramas de tirar o fôlego e procure as obras de arte de Robazza, um artista local.

Velletri

Sem dúvida, a maior atração de Velletri é o seu Museu Arqueológico, que inclui um sarcófago ricamente decorado com os trabalhos de Hércules. A Area Archeologica delle Stimmate também é muito interessante.

Por fim, um passeio em Velletri inclui catedral (dedicada a San Clemente), a Porta Napoletana, a San Michele Arcangelo, a San Martino e a Torre del Trivio. Depois de uma caminhada, o ideal é acomodar-se em um terraço para tomar uma taça de vinho dos Castelos Romanos!

 

Quer visitar os Castelos Romanos?

Nosso tour privativo em português dura 6 horas e, a princípio, inclui Frascati, Grottaferrata, Castel Gandolfo e Nemi. Mas o tour pode ser personalizado de acordo com as suas preferências, inserindo outras cidades dos Castelos Romanos. Entre em contato e solicite um orçamento!

Deixe uma mensagem pra Edna Costa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!