Basílica de Santa Maria Maior

Basilica de Santa Maria Maior em Roma

A Basílica de Santa Maria Maior, cujo nome oficial é Basilica Papale di Santa Maria Maggiore, é a maior igreja mariana de Roma, e uma das quatro basílicas papais da cidade. Conhecida também como Basílica de Nossa Senhora das Neves, ela é a mais antiga igreja do Ocidente dedicada à Santíssima Virgem de que se tem notícia.

Construída no Monte Esquilino no ano 432, por ordem do Papa Sisto III, considera-se uma Basílica Maior por ser a mais importante das igrejas de Roma dedicada à Rainha dos céus. Por outro lado, o título de Nossa Senhora das Neves deve-se a uma antiga tradição. Segundo a lenda, um casal romano, que pedia à Virgem Maria uma iluminação para saber como utilizar sua fortuna, recebeu em sonho a mensagem de que Santa Maria desejava que lhe fosse dedicado um templo. Este deveria encontrar-se no monte Esquilino e aparecer coberto de neve. Isto aconteceu na noite de 4 para 5 de agosto, em pleno verão. No dia seguinte, o terreno onde hoje se ergue a Basílica de Santa Maria Maior, amanheceu todo branquinho, cheio de neve. Comemora-se esta data todos os anos com pétalas brancas caindo do teto.

Um destino de peregrinação

A Basílica de Santa Maria Maior é uma das Sete Igrejas de Peregrinação e uma das quatro basílicas papais de Roma. As outras são a Basílica de São Pedro, a de São João de Latrão e São Paulo Fora dos Muros.

Grande parte do mosaico da basílica, inclusive na nave e no arco triunfal, ainda é da construção original. As grandes colunas de mármore da basílica são ainda mais antigas e acredita-se que tenham sido reaproveitadas de um antigo edifício romano. Uma característica marcante da igreja é o teto de caixotões de ouro. Quem o encomendou foi controverso Papa Alexandre VI, e foi realizado com o primeiro ouro trazido da América por Cristóvão Colombo.

Basílica de Santa Maria Maior

Uma Basílica muito especial

Antes de mais nada, uma característica peculiar da Basílica de Santa Maria Maioir é a altura da sua torre do sino. De fato, este campanário do século XIV te 75 metros de altura e é o campanário mais alto de Roma.

Além disso, sob o altar da basílica há algumas lascas de madeira que acredita-se ser da manjedoura de Jesus. Por fim, à esquerda da entrada principal está a Porta Santa. Quando alguém atravessa todas as quatro portas sagradas de Roma em um Jubileu em um único dia, ganha uma indulgência e seus pecados são perdoados.

Na Basílica de Santa Maria Maior também se encontram os túmulos do Papa Clemente IX, Paulo V e Nicolau IV. Vários outros católicos famosos também estão enterrados lá, como São Jerônimo e o artista Gian Lorenzo Bernini. Enfim, a basílica também tem um museu onde você pode aprender mais sobre a história da igreja e ver obras-primas antigas.

 

Outras informações sobre a Basílica de Santa Maria Maior

  • Endereço: Piazza Santa Maria Maggiore, 42
  • Como chegar: A Basílica fica a apenas 5 minutos a pé da parada de metrô Termini (Linhas A e B).
  • Horário de funcionamento da Basílica de Santa Maria Maior: todos os dias, das 7h às 18h45. A entrada é gratuita.
  • Vestuário: Lembre-se que a maior parte das igrejas de Roma tem um código de vestimenta. Por isso, vista-se adequadamente, com o colo, os ombros e joelhos cobertos. Caso a visite no verão e esteja com uma blusa ou vestido de alcinha, leve um foulard na bolsa para que possa se cobrir.

 

Que tal conhecer a Basílica de Santa Maria Maior com um passeio guiado? Nosso Tour das Igrejas de Roma inclui essa e outros templos importantes da Cidade Eterna!

Deixe uma mensagem pra Edna Costa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!